Recalcatti prioriza segurança, cultura e cidades em Orçamento para 2021

Por Assessoria de Imprensa

Foto de Arquivo


O deputado Delegado Recalcatti (PSD) apresentou um total de R$ 16,8 milhões em emendas à Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2021, aprovada em dezembro passado na Assembleia Legislativa do Paraná, solicitando recursos para as áreas de segurança pública, cultura, cidades, saúde, paradesporto e educação. As emendas foram apresentadas em atendimento às demandas e solicitações que chegaram ao gabinete do parlamentar ao longo de 2020.


SEGURANÇA - "Como venho de uma atuação de 40 anos na segurança pública, é natural que as forças de segurança me procurem para garantir investimentos", afirmou Delegado Recalcatti. Os pedidos encaminhados pelo parlamentar se destinam à Polícia Civil, Polícia Científica, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil, num total de R$ 4,2 milhões.


Viaturas especiais e equipamentos de alta tecnologia estão entre as prioridades da segurança. O Corpo de Bombeiros solicitou um caminhão-tanque, duas ambulâncias, kits de salvamento vertical e 20 equipamentos autônomos de proteção respiratória. Já o Bope, da Polícia Militar, encaminhou pedidos para aquisição de câmeras de fibra ótica e equipamentos para detecção de material radioativo.


A Polícia Científica solicitou oficialmente a aquisição de infraestrutura de inteligência artificial para o centro de integrado de computação. Para Polícia Civil, foram destinadas emendas com recursos para uma viatura SUV e 40 conjuntos de computadores e acessórios de informática de última geração. Uma emenda para a Defesa Civil destina um caminhão com carroceria para atendimento em situações de calamidade.


CULTURA - Como presidente da Comissão de Cultura, da Assembleia Legislativa, Delegado Recalcatti apresentou emendas para o estímulo de atividades e ações apresentadas pela Superintendência Estadual de Cultura, destinadas a investimentos na Biblioteca Pública do Paraná (BBP), Museu Alfredo Andersen e Festivais de Bandas e Fanfarras e de Teatro de Bonecos, num total de R$ 4,4 milhões.


Ele também apresentou emendas que fortalecem as reivindicações da classe, como a destinação coletiva de R$ 3,5 millhões para o Fundo Estadual de Cultura e a que autoriza o governo estadual a realizar suplementações orçamentárias à LOA de 2021 para que o valor destinado ao setor cultural chegue ao patamar de 0,5% do Orçamento do Estado. As duas emendas foram definidas em audiência pública realizada pela Comissão de Cultura em novembro de 2020.


CIDADES - Das demandas muito comuns entre prefeitos, vereadores e lideranças comunitárias, estão pedidos de veículos para o município e instalação de academias ao ar livre. Delegado Recalcatti destinou um conjunto desses dois investimentos para 19 cidades do Paraná, num total de R$ 1 milhão. Para a Região Metropolitana de Curitiba, ele pediu a alocação de recursos na COMEC para a aquisição de 100 abrigos de pontos de ônibus.


SAÚDE - As emendas coletivas assinadas por Delegado Recalcatti em coautoria com outros deputados foram destinadas para a infraestrutura dos Centros de Hemorredes dos Hospitais Erastinho, Erasto Gaertner e Angelina Caron, num total de R$ 1,4 milhão. Outros R$ 300 mil estão previstos em emenda coletiva para aquisição de equipamentos médico-hospitalares, odontológicos e fisioterápicos para o Hospital da Polícia Militar (HPM).


PARADESPORTO - Delegado Recalcatti também destinou recursos num total de R$ 2 milhões para a implementação do Centro de Excelência Paradesportiva, em Curitiba, localizado no Instituto Paranaense de Ciências do Esporte (IPCE).


EDUCAÇÃO - As emendas programáticas assinadas por Delegado Recalcatti pedem reforço orçamentário para os programas de merenda escolar, de aquisição de mobiliário e de transporte escolar para três unidades educacionais de Curitiba e uma de Toledo.

  • ico_face_B
  • ico_ista_B
  • ico_yout_B