Assembleia aprova Sistema Estadual de Cultura

ARTIGO DA SEMANA

"Foi aprovada em última votação nesta segunda-feira, 27, a Lei que cria o Sistema Estadual de Cultura (SEC-PR) que vai organizar, de forma integrada e sistêmica, as diversas instâncias envolvidas e os instrumentos legais existentes hoje no Paraná voltados para as políticas públicas da cultura. A proposta segue agora para a sanção do governador Carlos Massa Ratinho Junior.

A criação do SEC-PR chega com alguns anos de atraso e finalmente vai inserir o estado no Sistema Nacional de Cultura, que existe desde 2012. Por isso, havia uma grande expectativa de sua aprovação na Assembleia Legislativa. O SEC-PR consolidará uma gestão integrada e participativa da produção, financiamento e divulgação oficiais de cultura no Paraná.

Além disso, com a integração ao Sistema Nacional, o estado passará a viabilizar a sua participação em editais de programas federais garantindo a transferência de recursos fundo a fundo. E isso é muito importante porque reforça os instrumentos estaduais de financiamento, que são o Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (PROFICE) e o Fundo Estadual de Cultura.

INSTÂNCIAS – Pela proposta aprovada, a Secretaria da Comunicação Social e da Cultura constitui a instância de coordenação e execução do Sistema Estadual de Cultura. Como instâncias de articulação, pactuação e deliberação, o SEC-PR será composto pelo Conselho Estadual de Cultura (Consec), Conferência Estadual de Cultura e Comissão Intergestores Bipartite (CIB).

INSTRUMENTOS – As políticas públicas para a cultura terão como instrumentos legais o Plano Estadual de Cultura, de 2017; o PROFICE, de 2012; o Sistema Estadual de Informações e Indicadores Culturais; e o Programa Estadual de Formação e Qualificação na Área Cultural. O SEC-PR vai envolver ainda os Sistemas Estaduais de Museus e de Bibliotecas.

MUNICÍPIOS – Atendendo a um pedido dos gestores municipais, foram aprovadas emendas ao texto original que passaram a assegurar a criação de Sistemas Municipais de Cultura; o repasse de fundo a fundo entre Estado e municípios; e a inclusão do Fundo Estadual de Cultura como fonte de recursos do Sistema Estadual de Financiamento à Cultura.

Para instituir os Sistemas de Cultura próprios, os municípios deverão primeiro criar fundos e conselhos que visem o fortalecimento e a descentralização da gestão das políticas públicas, habilitando-se a receber os recursos fundo a fundo do governo estadual como modalidade de cofinanciamento da cultura.

Como presidente da Comissão de Cultura, da Assembleia Legislativa, agradeço o apoio recebido de todos os deputados que participaram da aprovação unânime do SEC-PR. Foram meses de trabalho desde que tomei conhecimento dessa demanda e, logo que a proposta chegou no Parlamento, iniciei os esforços para que fosse aprovada colocando a produção cultural e artística do Paraná em um novo patamar."

dep.delegadorecalcatti@gmail.com

https://www.instagram.com/delegadorubensrecalcatti/

https://www.facebook.com/DelegadoRecalcatti/

  • ico_face_B
  • ico_ista_B
  • ico_yout_B

Gabinete na Assembleia Legislativa do Estado do Paraná. 

Praça Nossa Senhora de Salete, s/nº. Edifício Pres. Tancredo Neves. Gabinete 001, Térreo. Curitiba, PR, CEP: 80530-911.

Telefone: (41) 3350-4335

E-mail: dep.delegadorecalcatti@gmail.com

  • ico_face
  • ico_ista
  • ico_yout