Governo prevê mais vagas para escrivães e pagamento de gratificação por acúmulo de função na Polícia

O governo do estado anunciou nesta quarta-feira, 04, a contratação de mais de 100 escrivães para a Polícia Civil aprovados no concurso público realizado no ano passado, totalizando, assim, o chamamento de 200 profissionais da área. A informação foi dada em reunião na Casa Civil do Palácio Iguaçu que reuniu autoridades e deputados estaduais ligados à segurança pública para discutir uma pauta exclusiva da Polícia Civil.

Também foi confirmada a realização de concursos públicos para 50 vagas de Delegados, 300 de investigadores e 50 de papiloscopistas. Nos próximos dias, deverá ser anunciada a instituição que irá aplicar as provas. Outras novidades: encontra-se em estudos o pagamento de gratificação por acúmulo de função na Polícia Civil e o Decreto de regulamentação das novas regras da Licença Prêmio. E, em breve, será enviada à Assembleia Legislativa a proposta do Novo Estatuto da Polícia Civil.

“A ampliação das contratações para escrivães, os novos concursos públicos e o pagamento das gratificações são medidas muito importantes para a valorização das carreiras da Polícia Civil, que sofreram praticamente um desmonte nas últimas décadas”, avaliou o deputado Delegado Recalcatti. “Isso demonstra que o governador Carlos Massa Ratinho Junior está no caminho certo e pensando no futuro da segurança pública no Paraná”, completou.

PREVIDÊNCIA – O governo está estudando ainda uma PEC complementar à Reforma da Previdência em benefício do conjunto dos servidores públicos, assegurando a integralidade e a paridade para todos aqueles que ingressaram depois de 2003. A única exigência é que permaneçam ao menos mais cinco anos no serviço público. “Esta será uma grande conquista, já que foi uma das reivindicações que defendi durante a tramitação da Reforma”, lembrou Delegado Recalcatti.

PROJETOS – O governo anunciou ainda apoio a dois Projetos de Lei que tramitam na Assembleia de autoria de Delegado Recalcatti. O primeiro assegura assistência jurídica integral aos policiais que estejam em conflito com a Lei (PL 02/2019) e o segundo assegura a alienação de armas para policiais civis, bombeiros e policiais militares que ingressarem na inatividade (PL 347/2017). Esta proposta já foi aprovada na Comissão de Constituição e Justiça e na Comissão de Segurança Pública, devendo ser votada em breve no Plenário.

Participaram da reunião o chefe da Casa Civil, Guto Silva, o secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, Coronel Marinho, o Delegado Geral da Polícia Civil, Silvio Rockembach, e os líderes do Governo deputados Hussein Bakri, Tiago Amaral e Soldado Adriano José. Além de Delegado Recalcatti, estiveram presentes os deputados Delegado Jacovós e Delegado Fernando Martins. Os três tem origem profissional na Polícia Civil.

  • ico_face_B
  • ico_ista_B
  • ico_yout_B

Gabinete na Assembleia Legislativa do Estado do Paraná. 

Praça Nossa Senhora de Salete, s/nº. Edifício Pres. Tancredo Neves. Gabinete 001, Térreo. Curitiba, PR, CEP: 80530-911.

Telefone: (41) 3350-4335

E-mail: dep.delegadorecalcatti@gmail.com

  • ico_face
  • ico_ista
  • ico_yout