Recalcatti relata drama de escrivão em Delegacia do interior do Paraná

A falta de pessoal e estrutura na Polícia Civil do Paraná está provocando situações extremas em diversas regiões do estado. O deputado Delegado Recalcatti (PSD) apresentou nesta segunda-feira, 11, em discurso na Assembleia Legislativa, o drama pessoal de um escrivão de Polícia, lotado na Delegacia Regional de Marechal Cândido Rondon, no Oeste do estado, que vinha sendo obrigado a cumprir longas jornadas de trabalho, sem descanso adequado, por causa da remoção de duas servidoras da Prefeitura que atuavam na unidade como escrivãs ad hoc.

 

 (Foto: Dalie Felberg / Divulgação Alep)

 

A situação do servidor Fabiano Pessine foi exposta numa carta que enviou no final de fevereiro ao prefeito da cidade, ao Juiz da Comarca, ao Promotor de Justiça, ao presidente da Câmara Municipal e aos delegados da subdivisional e da unidade – que responde também pelas ocorrências em Nova Santa Rosa, Mercedes, Quatro Pontes, Pato Bragado e Entre Rios do Oeste. De acordo com o servidor, além das funcionárias cedidas pela Prefeitura, a Delegacia contava com um servidor em cargo comissionado. Os quatro se revezavam nas funções de escrivão.

 

“Agora, sem qualquer servidor cedido colaborando com este escrivão, seja concorrendo nas ‘escalas de plantão’ (aliás, ao arrepio da lei), seja auxiliando no desempenho das ‘atividades cartorárias’, o caos se instalou, sendo humanamente impossível este escrivão laborar no expediente e também no plantão, leia-se: de forma ininterrupta (24 horas por dia e 30 dias ao mês)”, escreveu Pessine. Impossibilitado de trabalhar em jornada tão extensiva, ele comunicou que, a partir do último dia 4 de março, passaria a cumprir expediente em horário normal.

 

Recalcatti criticou duramente a situação do escrivão. Ele lembrou, porém, que isso se repete em diversas Delegacias e que os policiais acabam cumprindo escalas de trabalho excessivas. “Os policiais, conscientes do seu dever, se sentem obrigados a exercer a função além do horário regulamentar por uma questão de responsabilidade”, afirmou Recalcatti. “Se queremos um Paraná forte, precisamos reconhecer o valor do servidor público”, completou.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • ico_face_B
  • ico_ista_B
  • ico_yout_B

Gabinete na Assembleia Legislativa do Estado do Paraná. 

Praça Nossa Senhora de Salete, s/nº. Edifício Pres. Tancredo Neves. Gabinete 001, Térreo. Curitiba, PR, CEP: 80530-911.

Telefone: (41) 3350-4335

E-mail: dep.delegadorecalcatti@gmail.com

  • ico_face
  • ico_ista
  • ico_yout