Reflexões sobre redução dos índices de criminalidade no Paraná e Curitiba (Vídeo)

Na última segunda-feira, dia 19, o deputado Delegado Recalcatti fez um pronunciamento sobre a redução dos índices de criminalidade no Paraná, conforme divulgado recentemente de acordo com dados oficiais do governo. Ele destacou a atuação das forças de segurança como determinantes para esses resultados.

NOTAS TAQUIGRÁFICAS DA ÍNTEGRA DO PRONUNCIAMENTO (ORIGINAL, SEM REVISÃO):

SR. PRESIDENTE (Deputado Ademar Traiano - PSDB): Próximo orador no Grande Expediente Deputado Recalcatti.

DEPUTADO DELEGADO RECALCATTI (PSD): Sr. Presidente, Sr.s Deputados, Sr.as Deputadas. Pessoas que estão neste plenário, boa tarde. Na segurança sempre agimos com uma meta. Qual meta é essa? Gestionamos os nossos trabalhos para redução dos índices de criminalidade. Com essa meta cumprida nos motivamos a trabalhar mais. E o resultado disso é refletido diretamente na segurança de toda a população cotidianamente. Nós ouvimos aqui o Deputado Nelson Justus falar sobre segurança. Ouvimos ali o Professor Lemos também falar. E, no final do ano que passou, alguns indicadores divulgados por órgãos oficiais me trouxeram algumas reflexões que gostaria, nesta tarde, de compartilhar com Vossas Excelências e as demais pessoas que estão nos acompanhando.

Os dados fornecidos dizem que no ano de 2016 o número de roubos no Paraná caiu, em todo Paraná no ano passado. Em todos os municípios foi de 12% a redução dos crimes de roubos de 2016 para 2017. Na capital paranaense a redução foi um pouco maior, 18% nesses dois anos, Deputado Adelino. Os roubos a comércios em todas as regiões do Paraná caíram, a redução foi de 28% em Curitiba e 27% em todo o Estado do Paraná. Os roubos a residências também diminuíram. No ano de 2017 comparando 2016 – 26% em Curitiba e 9% em todo o Estado. Roubo de veículos caiu de 23% no Paraná para 9,5% na capital.

Tivemos recentemente a mudança de Secretário de Segurança Pública onde assumiu o Dr. Júlio Reis, um Delegado de Polícia competente, preparado, experiente e que eu tenho certeza e espero que ele faça uma gestão bem compartilhada com a Polícia Militar, a Polícia Civil, as guardas municipais e todas as instituições que estão ligadas à segurança pública. Então temos, aí, uma mudança na nossa pasta principal que é a segurança pública. Há um último dado que faço questão de dar maior destaca, trata-se de considerável redução dos crimes de homicídios em todo o Estado. Eu quando na ativa fui delegado por diversas vezes na antiga Delegacia de Homicídios, hoje Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa.

Deputado Adelino Ribeiro (PSL): Dá um aparte Deputado Recalcatti?

DEPUTADO RECALCATTI (PSD): À vontade, deputado.

Deputado Adelino Ribeiro (PSL): Eu queria parabenizar ao senhor por trazer esses números. Para o Estado é importante o parlamentar ter conhecimento do que acontece no Estado hoje no mundo do crime e V.Ex. a mais do que nunca tem isso como carreira, sempre fez na Polícia Civil um trabalho excelente, como delegado o senhor mostra o respeito que a sociedade te deu o trazendo para esta Casa de Leis. Ao Dr. Júlio Reis que assumiu, agora, o comando da Secretaria de Segurança, é quase um prêmio pelo bom trabalho que a Polícia Civil sempre fez no Estado do Paraná. Os quadros têm excelentes profissionais. Agora há poucos dias atrás o Governador teve a oportunidade de nomear novos delegados e vimos em alguns delegados vieram de fora de outros Estados, vindo para poder assumir o concurso aqui no Estado do Paraná, mostra o caminho e a seriedade que sempre teve a Polícia Civil no Estado do Paraná.

Então é quase um prêmio que o nosso cascavelense Dr. Júlio Reis ganhou agora nesses nove, oito meses que tem de governo. Até pelo excelente profissional que o Dr. Júlio Reis é na Polícia Civil no Estado do Paraná. Então eu queria, aqui, e não tenho dúvida nenhuma que você deve ter ficado muito feliz coma nomeação do Dr. Júlio Reis como Secretário. E eu como cascavelense por adoção porque estou lá há 43 anos na cidade de Cascavel, por ser um cascavelense por adoção, vejo que o caminho que o Governador Beto Richa escolheu é um caminho da transparência, da seriedade que sempre levou a segurança no meu Estado. E aqui dando ao Dr. Júlio Reis essa oportunidade de nove meses, ainda, se Deus quiser, de estar ocupando a Secretaria por 12 meses e que a Secretaria de Segurança vai dar ao cidadão paranaense a tranquilidade que realmente merece e sempre mereceu no Estado do Paraná Obrigado.

DEPUTADO RECALCATTI (PSD): Obrigado deputado pelo aparte. E é verdade, o Dr. Júlio Reis é um homem que é preparado e parabéns duas vezes a Cascavel porque ele é de lá e o senhor e a nós que recebemos um bom secretário. No tempo que eu trabalhei lá na Divisão de Homicídios sempre estive na ponta e enfrentei os tristes eventos dos assassinatos dos crimes de homicídios. Nesse sentido gostaria de parabenizar aqui, agora, Dr. Edson Praczyk o Delegado Fábio Amaro atual responsável pela Divisão de Homicídios aqui, em Curitiba, e que em dois anos em meio à frente da Divisão, continua fazendo um trabalho que vinha sendo desenvolvido reduzindo a ocorrência de homicídios que vou passar os dados logo em seguida de extrema importância.

Os dados dos últimos dez anos demonstram a efetividade dessa política de trabalho nessa área de proteção à vida. Em 2017 foram 551 homicídios em Curitiba, chegando a 750 no ano de 2010 que foi um dos maiores índices de homicídios. E, no ano de 2017, os homicídios reduziram para 373 casos. É extremamente expressivo esse número. Efetivamente, a redução no número dos homicídios ocorreu não só em Curitiba. Também no ano de 2017 caiu 12% em todo o Paraná quando comparado com o ano anterior. No entanto, na Capital do Estado, a queda foi de 19%, no mesmo período. Vejam os senhores os números passados, de 750 em 2010 para 373 no ano que passou. Trago estes dados numéricos ciente de que números não escondem a realidade do sofrimento de famílias, atrás desses números existem pessoas, almas, corações que doem.

Neste sentido, gostaria de louvar o tema da Campanha da Fraternidade lançada na ultima quarta-feira de cinzas, aqui em Curitiba pelo Arcebispo Dom José Antônio Peruzzo. Com um tema bem atual, será trabalhado esse ano pela a igreja católica a “Fraternidade e Superação da Violência.” O tema, apoiado na bíblia, complementa o motivo da escolha, e foi retirado do Evangelho de Mateus, capítulo 23, que ressalta: "Vós sois todos irmãos”. É tempo de enxergarmos que na verdade temos a mesma raiz, somos todos humanos. O sangue que corre em mim é o mesmo que correm praticamente em todos. Precisamos de ações enérgicas para enfrentamento da violência, e acredito que a principal delas é exatamente tratar da educação e a segurança pública como prioridades de governos.

Quero destacar a situação que tornou-se manchetes durante todo o final de semana. As pessoas podem estar comemorando que o Exercito deverá ocupar as ruas do Rio de Janeiro, mas na verdade, Excelências, esta intervenção federal é um atestado, às vezes, da incompetência e da falta de gestão pública na área da segurança pública. Mas não é só por ai, vai também por outras áreas diversas que nós podemos entender que vai desde a educação, desde a saúde , que às vezes nós não temos e nos leva a essa violência. Evidentemente que vai também pelo uso, pelo trafego da droga que dilapida esse País em todos os Estados. Não acredito que o colapso no Rio de Janeiro é maior do que outros Estados.

Lá na verdade tem ampla cobertura da mídia, inclusive como já foi dito que ela faz acontecer aquilo que interessa. Como sabem, trago a esta tribuna, desde que assumi o mandato em maio de 2017, a realidade das forças de segurança do Paraná. E afirmo, melhor termos muita atenção aqui também no nosso Estado nos preocupando nós parlamentares, a sociedade, o Governo do Estado com as forças de segurança pública, com as polícias militar , polícia civil, as polícias municipais e com a segurança dos cidadãos. Tenho sido diariamente procurado , Deputado Anibelli, por inúmeros cidadãos de Curitiba, Região Metropolitana e do Estado pedindo por segurança.

Temos acompanhado essas pessoas nas suas reuniões, nos seus Consegs , nos seus bairros conversando e discutindo uma busca pela segurança. Aquilo que falou aqui o Deputado Nelson Justus, que lá em São Paulo as pessoas estão ficando encarceradas nas suas casas não foge muito daqui também, as residências são arrombadas, são roubadas, o veículo é roubado, é furtado também é há uma serie de crimes. E nós precisamos nos levantar e fazer alguma coisa. Nós parlamentares representamos a sociedade e estamos aqui para buscar isso. Com estas considerações, encerro minha fala na data de hoje, agradecendo atenção de todos por terem me ouvido. Muito obrigado, Sr. Presidente.

  • ico_face_B
  • ico_ista_B
  • ico_yout_B