CPI do Atestado Médico entra na reta final, diz Recalcatti

01.11.2017

Estão chegando na reta final as audiências e investigações da CPI da Indústria do Atestado Médico, na Assembleia Legislativa, que apura o grande número de justificativas para ausências no trabalho por motivos de saúde, tanto no setor público, como na iniciativa privada. “Temos ouvido os diversos segmentos envolvidos e certamente poderemos produzir um relatório consistente e propositivo”, afirmou o relator da CPI, deputado Delegado Rubens Recalcatti.

 

A CPI da Indústria do Atestado Médico é presidida pelo deputado Anibelli Neto e foi instalada em julho passado. Pelo plano de trabalho, estão previstas mais três reuniões até o final deste mês, sendo duas de oitivas e uma de apresentação do relatório final. Na próxima reunião, no dia 14, serão ouvidos representantes do Ministério Público do Trabalho, OAB-PR e TRT. Encerram as atividades os depoimentos dos representantes dos planos privados de saúde no próximo dia 28.

 

“Está ficando claro que será inevitável o uso da tecnologia para auxiliar no controle da emissão de falsos atestados ou das fraudes feitas pelos próprios trabalhadores”, afirmou- Recalcatti. Segundo ele, as empresas de planos de saúde já utilizam documentos digitais, transmitidos diretamente do consultório médico para a empresa, que conferem maior idoneidade aos atestados. “Por isso, queremos ouvi-los para encerrarmos os nossos trabalhos”, informou.

 

DEPOIMENTOS – A CPI já realizou sete reuniões em que ouviu 20 depoimentos dos mais diversos segmentos da sociedade. Na última terça-feira (31), foi a vez dos representantes da Associação Brasileira de Odontologia e do Sindicato dos Odontólogos do Paraná, além dos diretores da APP Sindicato.

 

O presidente do Sindicato, Fabiano Augusto Sfier de Mello, concorda com o uso da tecnologia. “Quando implementaram a nota fiscal eletrônica, muitos disseram que não iria dar certo, e acabou dando muito certo”, afirmou. “Implementar um sistema informatizado e online de emissão de atestados seria uma boa iniciativa para coibir essa prática”, apontou.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • ico_face_B
  • ico_ista_B
  • ico_yout_B

Gabinete na Assembleia Legislativa do Estado do Paraná. 

Praça Nossa Senhora de Salete, s/nº. Edifício Pres. Tancredo Neves. Gabinete 001, Térreo. Curitiba, PR, CEP: 80530-911.

Telefone: (41) 3350-4335

E-mail: dep.delegadorecalcatti@gmail.com

  • ico_face
  • ico_ista
  • ico_yout