Recalcatti questiona criação de cargos no Ministério Público

20.06.2017

O deputado Delegado Rubens Recalcatti (PSD) questionou nesta terça-feira (20) o pedido de aprovação pela Assembleia Legislativa de um Projeto de Lei criando 105 cargos comissionados feito pelo Ministério Público do Paraná. Em sua opinião, a proposta deve ser melhor avaliada diante da situação de crise do setor público, em especial, nas estruturas dos órgãos da segurança pública.

 

“Deparamos constantemente com recomendações do Ministério Público para que se faça a extinção de cargos comissionados nas diversas áreas de atuação do Poder Executivo”, afirmou. Ele lembrou os casos da Fundação Teatro Guaíra, onde foram extintos 80 cargos ocupados por bailarinos e músicos, e da Polícia Civil, que demitiu 180 servidores comissionados que exerciam funções administrativas.

 

Segundo ele, os servidores demitidos da Polícia Civil recebiam em média R$ 1,8 mil e trabalhavam em Delegacias, no Instituto de Identificação, no Instituto de Criminalística e no Instituto Médico Legal. “O resultado foi que policiais estão sendo desviados de suas funções para realizar o trabalho que era feito por esses servidores comissionados”, afirmou o Delegado Recalcatti.

 

Em sua opinião, a Polícia Civil está “abandonada” enquanto o Ministério Público tem ampliado as suas estruturas. “Há mais de 200 municípios no Paraná sem um único policial civil”, destacou Recalcatti. Além disso, ele lembrou 49 delegados aprovados em concurso aguardam nomeação. Outra reivindicação da Polícia Civil é a abertura de concurso para pelo menos 300 escrivães, já que há mais de 500 vagas em aberto no estado.

 

Ocupei hoje a tribuna da Assembleia Legislativa para manifestar minha contrariedade em relação ao pedido do Ministério Público de criação de 105 cargos comissionados neste momento de crise econômica. É preciso ver que muitos setores do governo, em especial, os órgãos da segurança pública, atravessam por notória falta de pessoal e estrutura. Tenho insistentemente repetido sobre a falta de policiais em Delegacias, a necessidade de nomeação dos delegados já aprovados em concurso e a grande carência de escrivães em todo o estado. O contraditório é que o próprio MP recomendou recentemente a extinção de 80 cargos comissionados na Fundação Teatro Guaíra e de outros 180 nas estruturas da Polícia Civil. Então, seria de bom senso que esses novos cargos no MP também não fossem criados.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • ico_face_B
  • ico_ista_B
  • ico_yout_B

Gabinete na Assembleia Legislativa do Estado do Paraná. 

Praça Nossa Senhora de Salete, s/nº. Edifício Pres. Tancredo Neves. Gabinete 001, Térreo. Curitiba, PR, CEP: 80530-911.

Telefone: (41) 3350-4335

E-mail: dep.delegadorecalcatti@gmail.com

  • ico_face
  • ico_ista
  • ico_yout